07 novembro 2008

O acaso não sei

Talvez dobrar a esquina da minha rua pra não te ver
Tenha sido a pior das escolhas que já fiz
Não encontrar você aquele dia me fez entrar numa profunda conturbação mental e eufórica

Mas a culpa não é sua
Você seria apenas a salvação
Eu te encontrar seria minha luz
Que iluminaria meu caminho para a sanidade
Mas eu já estava preparado
Apesar de que no fundo mesmo, lá no lado interior de meu peito
Havia a esperança da salvação

Lembro-me de Nietzsche
Freud, Platão, Sócrates
E claro Kant

Quem me vê deve pensar que sou um profundo estudioso e sábio
Ao falar de filosofia
Mas lembro
O pouco que sei
Conheço
Devo a Sofia
Sofia Amundsen, que me ensinou bastante
Mas, pouco eu consegui guardar

O dia esta anoitecendo, e eu não lhe vi
Os devaneios que permeiam minha mente me deixam angustiado
A noite esta chegando e eu me preparo para tomar o caminho de casa
Fico imaginando como estaria hoje se não tivesse dobrado aquela esquina
Feliz, alegre, bobo, amando talvez
Mas nada posso afirmar
Porque o acaso
Não sei

3 argumentos:

Markoso Lima disse...

Ruim quando a gente não faz o que temos vontade de verdade.
O texto dessa semana do meu blog só está ali por causa de uma atitude dessa (ou seria da falta dela?)

Abraços
http://senhor-do-tempo.blogspot.com/

artificio_al disse...

O acaso é a melhor coisa que existe ...
Fugir dele é que não é muito legal.
Nada de covardia Law, tem que dar a cara pra bater, e como diz, se ja esta no fundo, mais fundo não poderia ir ....

Beijão pra ti e desculpa a demora
beijos

Lady of Roses disse...

É foda quando as minímas coisas, parecem ter um poder decisivo na nossa vida, ainda mais quando nós começamos a imaginar como seria se tivéssemos feito ou não tal coisa,talvez se tivéssemos feito o que não fizemos, nem tanta coisa mudaria, mas a nossa imaginação insiste em nos torturar, eu às vezes também me pego pensando, pensando por algo que não vale a pena, pensando como seria se eu tivesse feito diferente...