15 agosto 2008

Quanto vale a cultura?

Acabo de ficar extremamente triste e decepcionado com o preço de um show que eu gostaria muito de ir. A Dave Matthews Band vem ao Brasil, após 7 anos, e essa noticia havia me deixado feliz pra caralho, pois gosto muito da banda e nunca tive a oportunidade de vê-los ao vivo. Mas toda essa felicidade caiu como um muro por cima de mim, ao receber a confirmação do show. Na verdade, junto com a confirmação veio um êxtase orgasmatico que quase me levou a atingir o nirvana (não, não é com N maiúsulo, pois não falo da banda. Você pode ver a definição aqui ou aqui [esse é mais curto e direto]). Ao chegar na tabela de preços o êxtase virou decepção, o ingresso para pista (leia-se: o mais merda, o mais barato) sai pela bagatela de R$240,00. Com isso as chances d'eu ir ao show são pequenas.

Como já estou há alguns dias sem escrever aqui (estou com problema no computador de casa, como normalmente escrevo a noite, não estou escrevendo esses dias), resolvi escrever sobre os preços relacionados a cultura.

A tecnologia esta cada vez mais barata e acessivel. Computadores cada vez mais modernos e proporcionalmente mais baratos, televisões, cada vez mais canais nas tvs por assinatura, a vinda da tv digital, celulares que fazem cada vez mais coisas a preços mais acessiveis, entre outras coisas, sem falar nas coisas que eu não tomo conhecimento por não serem do "meu mundo".

Porém os preços de peças de teatro, shows, revistas, livros, entre outras coisas relacionadas a cultura estão cada vez mais caros. Ai depois falam que o povo brasileiro é sem cultura e que não liga pras coisas que tem.
Também, querem o que?
Eu até concordo em parte, que muita gente não liga pra cultura, em especial a parte de literatura e artes, porém os poucos que lingam se deparam com vários obstáculos, como a falta de acesso, exemplificando: os museus são poucos, as bibliotecas excassas, o teatro é caro, o hábito da leitura normalmente não é criado nas escolas, entre outras coisas.

E falando da parte músical, nós perdemos alguns festivais que aconteciam no passado, e os que temos hoje são muito mais caro do que antigamente. O que anda falando cada vez mais alto é o dinheiro, e as pessoas que gostam de cultura só perdem, os que não ligam para cultura não perdem nada, e além disso as pessoas que gostam e não tem condições de ir aos lugares, shows e eventos, só se fodem. É engraçado ver que quando o dollar estava a 3 e pouco você ia há um show internacional por 70 reais (inteira), hoje que o dollar esta a menos de 2 reais, você paga 200 reais (inteira) pela entrada.

"É assim que se faz a construção, tijolo à tijolo, dinheiro à dinheiro"
Lucas Santtana

2 argumentos:

Natty disse...

Isso que você disse é a pura verdade... a cultura é o bem mais caro que temos. Por trabalhar diretamente com livros e gostar mto dos shows, filmes, peças e etc fico triste por perder mta coisa e por gastar com tantas outras... :P

Preta disse...

Olha, o que vc disse é uma verdade!
Pagamos caro por coisas que deveriam estar constantemente no dia-a-dia, que deveriam ser ensinadas nas escolas... É tão difícil criar seres pensantes hje!! A evolução digital trouxe muitos benefícios, mas destruiu a mente de muita gente. Mais facil passar um dia todo na frente do PC do que 1 hora num teatro ou lendo um livro.
Abraço