04 agosto 2008

A Ruiva

Ela passa pela rua e logo chama atenção,
Cabelo cor-de-fogo, fios rubros,
Pele branca, me parece nunca ter sido exposta ao sol,
Jeito tímido com ar de intelectual,
Roupas recatadas escondem o que o seu corpo tem para mostrar,
Por onde ela passa todos olham


Lê Nietzsche e recita Drumonnd,
Narra Machado de Assis,
Quando quer elogiar usa Ferreira Gullar,
Passa horas a filosofar,
À noite, antes de se deitar se abre com Freud,
E de manhã ao acordar discute psicologia com Jung

Ô, a ruiva,
Como ela me encanta,
Sua inteligência me deixa paralisado,
Seu delicado corpo me deixa excitado,
Seu jeito tímido e recatado me deixa distanciado,
Seu conhecimento e seu nível intelectual me deixam recuado

E eu?
Apaixonei-me pela ruiva, por quê?
Sou feio e me visto mal,
Não tenho perfil de intelectual,
Não passei pra federal,
Nada sei de poesia ou filosofia,
A única coisa culta que me lembro agora é de Maquiavel,
“Só sei que nada sei”,
Pelo menos posso dizer que sei,
Sei que essa paixão é inútil,
E a vida me ensinou que não adiantar sonhar

Chega de idealizar,
Vou estudar e ler,
E rezar para o que eu aprender poder levar comigo depois de morrer,
E quem sabe numa próxima vida,
A ruiva, eu possa conquistar.

1 argumentos:

SooShii (: disse...

Nossa!!! lindo!!! rss
pena que meus cabelos estão negros no momento hahahaha

TE ADOROOO rapazinho! :) ♥