15 setembro 2008

Ansiedade

Eu olho, espero, e o tempo não passa.
O calendário parece não sair do lugar.
Olho para o relógio e penso que o ponteiro quebrou,
Mas não ele esta lá a se mover, muito lento, mas esta.

Aquele dia nunca chega,
Quando se aproxima algo importante, eu fico tremulo,
Não mais controlo meus membros,
E a respiração fica ofegante,
Impressão tenho de que vou morrer,
Talvez fosse melhor, menos indolor,
Mas não, se quer desmaio, ficar inconsciente talvez fosse uma boa opção.

Eis que o dia chega e tudo da certo,
Nada de mais aconteceu,
Eu vejo que todo o meu medo e preocupação foram e vão,
Sei que na próxima vez também será assim, é só me manter calmo.

Mas não,
Já estou com medo,
Mesmo sem saber o que e nem quando será a minha próxima aflição.



A ansiedade é um sentimento de apreensão desagradável, vago, acompanhado de sensações físicas como vazio (ou frio) no estômago (ou na espinha), opressão no peito, palpitações, transpiração, dor de cabeça, ou falta de ar, dentre várias outras.A ansiedade é um sinal de alerta, que adverte sobre perigos iminentes e capacita o indivíduo a tomar medidas para enfrentar ameaças. O medo é a resposta a uma ameaça conhecida, definida; ansiedade é uma resposta a uma ameaça desconhecida, vaga.A ansiedade prepara o indivíduo para lidar com situações potencialmente danosas, como punições ou privações, ou qualquer ameaça a unidade ou integridade pessoal, tanto física como moral. Desta forma, a ansiedade prepara o organismo a tomar as medidas necessárias para impedir a concretização desses possíveis prejuízos, ou pelo menos diminuir suas conseqüências. Portanto a ansiedade é uma reação natural e necessária para a auto-preservação. Não é um estado normal, mas é uma reação normal, assim como a febre não é um estado normal, mas uma reação normal a uma infecção. As reações de ansiedade normais não precisam ser tratadas por serem naturais e auto-limitadas. Os estados de ansiedade anormais, que constituem síndromes de ansiedade são patológicas e requerem tratamento específico. Os animais também experimentam ansiedade. Neles a ansiedade prepara para fuga ou para a luta, pois estes são os meios de se preservarem.A ansiedade é normal para o bebê que se sente ameaçado se for separado de sua mãe, para a criança que se sente desprotegida e desamparada longe de seus pais, para o adolescente no primeiro encontro com sua pretendente, para o adulto quando contempla a velhice e a morte, e para qualquer pessoa que enfrente uma doença. A tensão oriunda do estado de ansiedade pode gerar comportamento agressivo sem com isso se tratar de uma ansiedade patológica. A ansiedade é um acompanhamento normal do crescimento, da mudança, de experiência de algo novo e nunca tentado, e do encontro da nossa própria identidade e do significado da vida. A ansiedade patológica, por outro lado caracteriza-se pela excessiva intensidade e prolongada duração proporcionalmente à situação precipitante. Ao invés de contribuir com o enfrentamento do objeto de origem da ansiedade, atrapalha, dificulta ou impossibilita a adaptação.
Última Atualização: 15-10-2004 Ref. Bibliograf: Liv 01 Liv 02
Fonte

Eu sou uma pessoa ansiosa, não das mais ansiosas que passam mal, tomam remédio e tal. Já até tomei remédio, mas não deu certo, dormia o dia todo, era ótimo nos dias de tédio. Mas é foda, quando tem alguma situação atípica pra mim, é um desastre, nos tempos da faculdade eu sofri algumas vezes pra apresentar trabalhos, ou quando tive a minha primeira aula num campus diferente do meu, porra, essa eu sofri.

Agora eu conto os dias para que chegue dia 30 de setembro, quando vou assistir ao show da Dave Matthews Band, pelo qual eu aguardo há 7 anos, então já começou a bater a ansiedade e outras coisas.

Ah, não posso deixar de falar, quando se combina a ansiedade com timidez, da vontade de fazer 2 coisas:

Uma delas, talvez a de melhor resultado: morrer
E a outra: gritar FUDEU.

6 argumentos:

Tatiana C. Mendes disse...

Sei bem do que você está falando... Pq também sou ansiosa, e tímida. O mais triste é que sofremos por antecipação mesmo... Imaginamos muito, pensamos mais ainda... E quando chega o momento disso, ou daquilo, o que nos despertou ansiedade, talve nem era aquilo tudo que esperamos... Tanto no bom, quanto no mal sentido... Com o tempo aprendemos,... tempo, relativo tempo!

Abraços,
Tatiana

http://tanaboca-dopovo.blogspot.com/

Thierre Januth disse...

[b] Nossa Ansiedade e Algo que m Encomoda....

Mais adoro Ter ela ComigoO

Por que o Bom Da vida e Esperar Novas Coisas todos os Dias.


Abraço

www.thierre-januth.blogspot.com║█

Manu Blera disse...

ainn..que agoniaa!!
parece que eu to lendo as situações que ocorreram cmg aki nesse texto!!
eu fico nervosa por qualquer coisa...por causa da ansiedade, ate pra descer do onibus!! e quando junta com timidez...ai que situação complica mesmo!!
bjus

http://www.blogdozamigos.blogspot.com/

artificio_al disse...

Gostei do misto ansiedade e timidez... Sou ansiosa mas timida tá um pouco longe,mas tem momentos que sinto os dois juntos, e não sei distinguir um do outro

•PS: Texto real? rsrsrs
Bjaum

Law disse...

Texto real?

o post é uma mistura de poesia c/ informação, c/ um caso vivenciado e opinião, bem, acho que é real!

mas, eu entendi,
ficou bolada por causa do baseado no outro texto, que era ficção, né?

bjão Lê

artificio_al disse...

rsrsrsrs
Mas ficou bom ....
eu ia escrever outra coisa no meu post,mas a msg chegou bem na hora,foi nostalgico


PS: O decote é pra casa eu escrever alguma bobeira, olha pro decote ai esquece hfuahfuahfufh (MODESTA)


PSII: O pq de tanta ansiedade?